Logo letter
Telas de seda em serigrafia
6 months ago
serigrafia_Tela_direta_com_filme_e_água

Siga as instruções do fornecedor do material fotográfico.

 

As lâmpadas de cópia devem ter a capacidade máxima de raios no espectro entre aprox. 360 a 420 milimcrones (luz ultravioleta, violeta a azul).

 

Antes de colocar em prática o que é ensiado logo abaixo, revise toda a auta 54 do curso de sublimação online da Heloart, onde Edimilson Teixeira fala sobre as questões técnicas e da infraestrutura da sua estamparia para suportar esta atividade.

 

A maior sensibilidade de filmes de tela e emulsões de diazo está na faixa de 380 a 400 milimícrons.

 

  • As fontes adequadas de luz são:
  • Lâmpadas de iodetos metálicos.
  • Lâmpadas de vapor de mercúrio.
  • Lâmpadas de mercúrio de alta pressão.
  • Lâmpadas de halogéneo de mercúrio.
  • Lâmpadas superactínicas fluorescentes.
  • Embora as lâmpadas Xenon sejam aplicadas em offset, sua faixa espectral não é suficiente para serigrafia têxtil.

Para uma reprodução muito precisa, recomenda-se uma luz de ponto

concentrado.

 

Quando finas linhas ou registros são copiados, a luz do tubo também pode ser usada. Se os tubos estiverem localizados lado a lado, a distância entre eles não deve ser maior que a distância até a tela.

 

Quanto maior a superfície a ser exposta, mais forte deve ser a fonte de luz.

A distância entre a luz do ponto concentrado e a moldura de cópia deve ser pelo menos igual à diagonal da superfície a ser exposta e também pelo menos 1 ½ vezes a diagonal da imagem. O ângulo de inclinação do cone de luz não deve exceder 60 ° em nenhum caso.

 

A intensidade do efeito de luz diminui em relação à potência quadrada ao aumento da distância da lâmpada à cópia. Portanto, ao aumentar a distância, o tempo de exposição deve ser estendido em razão de potência quadrada para o fator deste aumento.

 

Exemplo:

nova distância = 150 cm

distância anterior = 100 cm

Tempo de exposição até agora: 1 minuto = 60 segundos

150/100 = 1,5 este fator de aumento ao quadrado, ou seja, 1,5 x 1,5 = 2,25

 

O tempo de exposição deve, portanto, ser prolongado em 2,25 vezes. O exemplo superior resulta: 60 seg. x 2,25 = 135 seg. = 2 min. 15 seg

 

Queremos lembrar aqui que os tecidos tingidos e metalizados exigem tempos de exposição mais longos do que os tecidos brancos.

Testes com exposição gradual são inevitáveis.

 

Recomendamos um dispositivo de dosagem de luz pelos seguintes motivos:

Para compensar a intensidade da luz a diferentes distâncias.
Para compensar a redução na intensidade da luz proveniente do envelhecimento da lâmpada.

 

Queremos te ajudar a ter um negócio sustentável no ramo da sublimação, por isso preparamos um artigo exclusivo para você em nosso site: https://cursodesublimacaoonline.com/

 

Posted in:
Read Further
18/04/2018
Nas máquinas manuais foi resolvido com alguns tacos simples.
Serigrafia Têxtil e Sublimação
18/04/2018
Nas máquinas manuais foi resolvido com alguns tacos simples.
11/04/2018
Siga as instruções do fornecedor do material fotográfico.